Cursos presenciais

O Esperanto é ensinado e praticado em diversas cidades em Pernambuco.

Congressos Brasileiros

Um dos melhores congressos esperantistas do mundo é o brasileiro!

O congresso de 2015 foi no Rio de Janeiro.
Veja como foi na página da Liga Brasileira de Esperanto

Cursos presenciais

O Esperanto é ensinado e praticado em diversas cidades em Pernambuco.

RocketTheme

Nossa História

De 1937 aos dias atuais, muito há para se contar.

 

RocketTheme

Literatura

Muito para se ler, muito para se deleitar.

Movimento Esperantista

Movimento

Nós procuramos ajudar a mover o mundo!

 

Vídeos

Vídeos

Seleção de alguns vídeos interessantes. Sempre em atualização.

Esperanto, muito mais que uma língua. Um modo de viver o mundo no qual a comunicação se processa de uma forma mais justa, igualitária e humana.

Viva essa experiência!

Out 17 2017

    A Associação Potiguar de Esperanto (também abreviada APE) completou 77 anos no dia 28 de setembro e fez sua comemoração no fim de semana seguinte, em sua sede recém-adquirida. Os pernambucanos Wendel Pontes, atual presidente da Associação Pernambucana de Esperanto, e Marton Paulo participaram do evento por meio de um convite aberto à comunidade esperantista.

    A abreviação da associação potiguar não é a única semelhança com a pernambucana, houve uma grande história de cooperação para o movimento esperantista entre membros dos estados do Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco, como enfatizou Rodrigo Tavares, entusiasta natalense.

    Anualmente, algum esperantista que tenha contribuído significativamente para a associação potiguar é homenageado, este ano foi a vez de Apelles Lemos, um dos fundadores da associação. Seu neto esteve presente no evento como representante da família.

     Estiveram também presentes membros novos e antigos da associação, e visitantes que não tinham muito contato com o Esperanto. Muito deles tiveram conhecimento do idioma através do Clube Poliglota Natal.

    Pelo sábado, houve a apresentação da história da associação feita por Rodrigo. Em seguida, Luana França, membra ativa, mostrou o acervo de fotos, após o trabalho de digitalização das imagens e reconhecimento de pessoas, parte feita no momento do evento com a ajuda de Ereni Pereira, Marcos e Graças Pereira, membros antigos e presidente da associação, respectivamente.

    Após a programação formal, a comemoração foi precedida por bolo, doces e salgados, e a ida para um restaurante próximo. Pela manhã de domingo, o lazer foi na praia de Ponta Negra.

    O evento foi marcado pela discussão de novas ideias e projetos, além da festividade. Espera-se manter mais firme a parceria entre as duas associações para continuarmos fazendo história no movimento esperantista.

 

Texto de Marton Paulo.

 

Seguem fotos: