Out 17 2017

    A Associação Potiguar de Esperanto (também abreviada APE) completou 77 anos no dia 28 de setembro e fez sua comemoração no fim de semana seguinte, em sua sede recém-adquirida. Os pernambucanos Wendel Pontes, atual presidente da Associação Pernambucana de Esperanto, e Marton Paulo participaram do evento por meio de um convite aberto à comunidade esperantista.

    A abreviação da associação potiguar não é a única semelhança com a pernambucana, houve uma grande história de cooperação para o movimento esperantista entre membros dos estados do Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco, como enfatizou Rodrigo Tavares, entusiasta natalense.

    Anualmente, algum esperantista que tenha contribuído significativamente para a associação potiguar é homenageado, este ano foi a vez de Apelles Lemos, um dos fundadores da associação. Seu neto esteve presente no evento como representante da família.

     Estiveram também presentes membros novos e antigos da associação, e visitantes que não tinham muito contato com o Esperanto. Muito deles tiveram conhecimento do idioma através do Clube Poliglota Natal.

    Pelo sábado, houve a apresentação da história da associação feita por Rodrigo. Em seguida, Luana França, membra ativa, mostrou o acervo de fotos, após o trabalho de digitalização das imagens e reconhecimento de pessoas, parte feita no momento do evento com a ajuda de Ereni Pereira, Marcos e Graças Pereira, membros antigos e presidente da associação, respectivamente.

    Após a programação formal, a comemoração foi precedida por bolo, doces e salgados, e a ida para um restaurante próximo. Pela manhã de domingo, o lazer foi na praia de Ponta Negra.

    O evento foi marcado pela discussão de novas ideias e projetos, além da festividade. Espera-se manter mais firme a parceria entre as duas associações para continuarmos fazendo história no movimento esperantista.

 

Texto de Marton Paulo.

 

Seguem fotos: