Cursos presenciais

O Esperanto é ensinado e praticado em diversas cidades em Pernambuco.

Congressos Brasileiros

Um dos melhores congressos esperantistas do mundo é o brasileiro!

O congresso de 2015 foi no Rio de Janeiro.
Veja como foi na página da Liga Brasileira de Esperanto

Cursos presenciais

O Esperanto é ensinado e praticado em diversas cidades em Pernambuco.

RocketTheme

Nossa História

De 1937 aos dias atuais, muito há para se contar.

 

RocketTheme

Literatura

Muito para se ler, muito para se deleitar.

Movimento Esperantista

Movimento

Nós procuramos ajudar a mover o mundo!

 

Vídeos

Vídeos

Seleção de alguns vídeos interessantes. Sempre em atualização.

Esperanto, muito mais que uma língua. Um modo de viver o mundo no qual a comunicação se processa de uma forma mais justa, igualitária e humana.

Viva essa experiência!

Ago 11 2018

Ocorreu entre os dias 28 de julho a 4 de agosto, com o tema "Kulturoj, lingvoj, tutmondiĝo: kien nun?", o 103ª Congresso Universal de Esperanto em Lisboa, capital de Portugal.

 

Esse evento ocorre anualmente em um país diferente, e sempre conta com a presença de pessoas de diversas nacionalidades que têm diferentes línguas, mas que durante o período do congresso comunicam-se apenas por meio de uma única língua, o Esperanto.

Ao longo de toda uma semana, pessoas podem assistir palestras sobre temas diversos como ciência, política, religião; fazer novas amizades, assistir espetáculos de música e dança, fazer visitas turísticas em excursões, além de conhecer diversos tipos de ações do movimento esperantista em muitas partes do mundo.

A programação do evento foi iniciada um dia antes da abertura oficial do congresso, com o "Movada Foiro", momento no qual é possível observar as ações de algumas organizações que trabalham pelo ou por meio do Esperanto. No dia seguinte, 29 de agosto, tivemos a abertura oficial em um local turístico da cidade , seguida por diversas palestras que foram ministradas ao longo da semana na Universidade de Lisboa, onde foi realizada a maior parte dos trabalhos até o dia 04 de agosto, quando ocorreu o encerramento.

O congresso contou com a presença de representantes da ILEI (Internacia Ligo de Esperantaj Instruistoj), que fizeram uma programação voltada sobre a cultura, conquistas e desafios do ensino do Esperanto. O ESF (Esperantic Studies Foundation), instituição que promove pesquisas científicas voltadas para o idioma internacional, realizou uma série de palestras visando demonstrar a importância de trabalhos que contemplem não só o Esperanto, mas também por meio do idioma, como é seu objetivo.

Também houve programação para aqueles que estão dando os primeiros passos no aprendizado do idioma internacional, pois por toda a semana os iniciantes e os intermediários puderam participar de "paroligaj lecionoj" (lições práticas), durante as quais existiam diversos jogos, dinâmicas e interação visando o aprendizado dos estudantes, além de levar o "Ker-ekzameno" (exame de nivelamento do Esperanto) para o público, inclusive para cegos que estavam presentes.

Além das palestras, praticamente todos os dias, ao término da programação, os esperantistas sempre podiam usufruir de excelentes consertos musicais. Neles podia-se desfrutar dos dotes artísticos de excelentes artistas profissionais que enriquecem a cultura do Esperanto. Por essa razão, houve a presença massiva de atrações culturais tanto por parte do "Nacia Vespero" (Noite nacional), quanto por parte de grupos internacionais que fizeram apresentações durante o "Internacia Vespero" (Noite internacional). Muitos grupos também reuniram-se para discutir estratégias de trabalho de seus interesses, e maneiras para atrair cada vez mais público para essas ações que ligam-se direta ou indiretamente com o Esperanto em diversos campos, tais como religiosos, políticos e científicos.

Como pode-se perceber, a programação do congresso foi tão abundante, que houve possibilidade de integração para todos que desejavam participar, inclusive as crianças, pois paralelamente ao congresso universal, ocorreu em um hotel o "infana Kongreseto" (congresso infantil), com muita brincadeira, excursões, contação de história, etc.

Não podemos deixar de mencionar também o encontro de vários esperantistas do nordeste que aproveitaram a ocasião para reunir-se e planejar atividades em conjunto que visassem o desenvolvimento do Esperanto em nossa região.

Nesse último congresso, alguns esperantistas pernambucanos fizeram-se presentes e contribuíram também ao longo das atividades, tais como a palestra feita por Wendel Pontes sobre as bases biológicas da mentira, e uma excursão guiada com Marcionilo Vasconcelos como intérprete. Também tivemos a participação do jovem Vinicio de Assis, da cidade de abreu e Lima, que relata sua experiência no congresso na seguinte página, e do esperantista Edson Lima, que reside na cidade do Recife, atualmente.

Abaixo pode ser visto também o depoimento de Marcionilo Vasconcelos sobre sua primeira participação em um congresso Universal:

"Não é de hoje que posso afirmar que o idioma internacional sempre se faz presente em minha vida quando se trata de novas experiências e descoberta do mundo. Durante o Congresso Universal, que ocorreu em Lisboa, não foi diferente, porque pude conhecer melhor o movimento esperantista, além de tornar-me ciente do enorme empenho que diversas instituições fazem para levar a ideia da justiça linguística adiante.

Desde o primeiro dia do evento, os congressistas puderam assistir apresentações culturais do país anfitrião, além de conhecerem as últimas novidades do movimento esperantista durante o "Movada Foiro" (Feira do movimento). Os dias que seguiram a abertura do congresso, tivemos os mais variados tipos de palestras. Naturalmente elegi as que mais interessavam-me, tais como temas da Esperantologia -ciência que busca estudar o Esperanto do ponto de vista linguístico-, palestras voltadas para o ensino do idioma, discussões sobre engajamento político para levar a ideia do Esperanto a outras instâncias sociais, etc.

Uma das coisas que mais me surpreendeu durante esse evento foi poder ter participado do congresso infantil que ocorreu no hotel onde me hospedei, pois nele sempre tive a possibilidade de interagir com as crianças que falavam o Esperanto.

Também não poderia deixar de mencionar as agradáveis amizades que você pode estabelecer em eventos como estes. Durante a semana do evento pude fazer novas amizades com pessoas de diversas partes do mundo, todas sempre interessadas em fazer novos amigos.

 Após minha participação no congresso voltei ainda mais encantado com o Esperanto, pois pude conhecer mais profundamente o trabalho e dedicação de diversos esperantistas, além de ver mais de perto a beleza da língua que rompe barreiras culturais e faz com que estejamos mais próximo uns dos outros."

 

Abaixo algumas fotos desse memorável congresso:

 

Foto de participantes do Universala Kongresso.

(Para mais fotos e vídeos, visite o site do "103-a Universala Kongreso de Esperanto")