Dez 03 2018

Iniciados desde 2001, os Simpósios Pernambucanos de Esperanto surgiram retomando a atividade da APE em promover eventos anuais, interrompidos desde então quando eram chamados de Encontros Esperantistas de Pernambuco (ENESPE).

 

Os primeiros simpósios eram muito modestos, com uma programação simples e exclusivamente em português. Em 2018, o Simpósio Pernambucano de Esperanto mostrou-se novamente como o ápice das atividades esperantistas de Pernambuco, contando com 54 participantes ao total, com representantes do Rio Grande do Norte, Paraíba, Bahia, Ceará e diversas regiões de Pernambuco.

Com o tema deste ano, "da fluência às oportunidades", a APE mantém seu pioneirismo e atualidade em relação ao papel do esperanto no mundo. Palestras em português sobre as experiências de jovens que obtiveram, através do esperanto, chances de viagem nacionais e internacionais. Palestras em esperanto, voltada para o público falante e centralizada nos métodos e dicas para adquirir fluência no idioma, sem a qual a imersão na cultura esperantista é praticamente impossível.

Comprometida com sua responsabilidade social e ambiental, oferecemos aos participantes copos para reduzir o consumo de material descartável. Pela primeira vez a APE oferece no simpósio um curso básico relâmpago de esperanto ministrado pelo representante nacional da ILEI (Liga Internacional dos Professores de Esperanto), com direito a certificado. Destacamos ainda que foi no simpósio onde ocorreu o lançamento oficial do site Eventa Servo, criado pelo esperantista Fernando Shayani, para facilitar a divulgação de eventos.

Dentre os participantes, encontramos esperantistas antigos, há muito afastados, que retornaram para nos visitar. Também tivemos o prazer de encontrar novos e entusiasmados jovens, que aproveitaram bastante sua primeira experiência com um evento esperantista. De forma geral, foi um excelente evento, mostrando mais uma vez a importância da APE na consolidação do movimento esperantista no Nordeste.

Abaixo, você pode observar a opinião de dois jovens sobre o evento, e algumas fotos.

Alex Rosendo (Sertânia):

Muitas pessoas quando ouvem falar do esperanto, que é uma língua artificial criada e imaginada por uma única pessoa, desacreditam da resistência e da força interna que o movimento possui. Tal pensamento se gera infelizmente a ideia plantada em nossas cabeças desde a infância, que a melhor língua a se desenvolver e a que nos dará mais oportunidades neste mundo capitalista é o “inglês”. Mais graças aos esforços de muitos que ainda acreditam e disseminam o esperanto é que temos acesso a esta língua que une e resiste. Aliás se fosse para definir o esperanto em uma única palavra, esta palavra seria " União ".Podemos notar esta união diariamente, quando vemos os esforços dos membros das associações estaduais, nacionais e internacionais, para que ninguém perca as esperanças do movimento. A exemplo disso, temos a associação pernambucana de esperanto, que promove diversas reuniões ao longo do ano. Além do evento mais importante da associação, que é o simpósio Pernambuco de esperanto, e que tem como um objetivo maior "a união dos esperantistas do estado inteiro". A sensação de participar de um simpósio, é muito interessante, pois quando olhamos os participantes, notamos a chama do esperanto reacendendo por meio de olhares brilhantes e felizes. A todo momento vemos esta chama ganhando força, quando vemos eles falando de sua experiências e suas expectativas, vemos quando eles estão se dando de conta que o movimento é bem mais do que um simples encontro, já que o transgredimos quando consideramos o outro com um igual.Tendo noção da amplitude da transformação de uma reunião em uma "união", é que notamos a importância de nunca medir esforços para aproximar os nossos irmãos esperantistas. Tomando como base este breve relato, de forma segura vos digo: “nunca meça esforços para nos unirmos!”

E o depoimento de Jéssica (Recife):

eu nome é Jéssica, participei do VIII Simpósio Pernambucano de Esperanto e meu único arrependimento foi não ter participado do Simpósio anterior, porque finalmente pude comprovar o quão o movimento Esperantista é importante, necessário e agradável. Minha experiência foi a melhor possível, conheci pessoas incríveis graças ao movimento Esperantista. Amei cada parte do VIII Simpósio Pernambucano de Esperanto, o local escolhido, os voluntários, os participantes. Outra coisa que gostei  muito foi o tempo que tivemos para o almoço pois possibilitou que pudesse existir uma maior interação entre todos que participaram do evento. Eu também fui encorajada a me dedicar mais ao Esperanto e me sinto muito motivada e feliz por ter participado do evento. Gostei muito de ouvir as experiências das pessoas que já viajaram para outras cidades e países graças ao movimento Esperantista. No Simpósio haviam pessoas de outras cidades e estados, como por exemplo, os Esperantistas que são do RN e PB. Sem dúvida estarei presente no próximo Simpósio, pois minha experiência foi ótima e vendo que os Esperantistas são unidos e são uma grande família, isso faz com que eu deseje, cada vez mais, engajar-me ao movimento Esperantista.

confira algumas fotos. O Álbum completo está na página oficial da APE no Facebook.