Jan 29 2020

 

É com imensa tristeza que noticiamos o falecimento de Maria José Pontes, uma das mais antigas esperantistas e ativistas do movimento do Estado de Pernambuco. Maria José Pontes organizou e encabeçou o curso básico e conversacional de Esperanto na Federação Espírita de Pernambuco durante pelo menos três décadas. Suas ações tanto junto à Federação como à Associação Pernambucana de Esperanto permitiram que uma nova geração de esperantistas pudesse ser formada.

 

Por muitas ocasiões Maria José foi membro do Estraro da APE e durante muitos anos foi membro da UEA, Universala Esperanto Asocio, sendo "delegito" da cidade do Recife durante alguns anos e "fakdelegito" sobre espiritismo. Se dedicou profundamente ao esperanto e ao espiritismo, desempenhando importantes funções em ambas as instituições as quais pertenceu. Incansável, frequentou tanto a FEP quanto a APE, sempre como professora extremamente lúcida e ativa. Nunca deixou de dar cursos básicos, permanecendo constante na divulgação, ensino e propagação do esperanto, interrompendo suas atividades apenas diante das limitações impostas pela idade.

Maria José desenvolveu a Doença de Alzheimer, ficando cada vez mais dependente à medida que a doença se desenvolvia. Passou seus últimos anos sendo cuidada pela filha, falecendo no dia 14 de dezembro de 2019, um dia antes da data de nascimento de Lázaro Zamenhof, criador do Esperanto. Neste dia, o Zamentago foi comemorado com alguma tristeza, e parte da comunidade esperantista de Pernambuco participou de seu velório.

Descanse em paz, Maria José Pontes. Dio benu vin.

Alguns dos momentos marcantes de Maria José Pontes com os esperantistas de Pernambuco

Última homenagem da APE e da comunidade esperantista de Pernambuco ao importante trabalho realizado por Maria José, em seu enterro.