A APE está funcionando nos seguintes horários: 3º Sábado de cada mês, a partir das 14h30 da tarde - Palestras em esperanto, abordando os mais variados assuntos. Neste período, a biblioteca estará disponível para consultas. Aberta ao público. 

Ed. Brasília, sl. 905, R. Siqueira Campos, 279, CEP 50001-970 - Recife - PE

A Associação Pernambucana de Esperanto (em esperanto, Pernambuka Esperanto-Asocio), é a associação esperantista oficial do estado de Pernambuco, sendo também um clube esperantista da cidade do Recife. É reconhecida de utilidade pública pelas leis Estadual nº 1744, de 19 de novembro de 1953 e Municipal nº 2619, de 23 de novembro de 1953. 

Foi fundada em 1937, no Recife, e registrada em 1938. Editou um boletim chamado Pernambuco Esperantista. Sua sede encontra-se à Rua Siqueira Campos, 279, sala 905. O movimento esperantista no estado continua ativo e patrocina periodicamente cursos de esperanto para principiantes e cursos avançados de conversação, para promover o treino e exercício constante do idioma. 

 

A Associação Pernambucana de Esperanto possui um dos maiores acervos de livros em esperanto do Norte-Nordeste (mais de 900 títulos), contendo preciosidades literárias traduzidas para o esperanto, como: Os Lusíadas, A Divina Comédia, Dom Quixote, Quo Vadis, Decameron, o livro épico Kalevala, A Bíblia, obras de Ernest Hemingway, de Agatha Christie, H.G. Wells, Shakespeare, como também de autores de importantes textos originalmente publicadas em esperanto, como William Auld, Ivo Lapenna, Lazaro Zamenhof, Julio Baghy, Gaston Waringhien, Trevor Steele. Dicionários bilingues de esperanto-português e livros didáticos  editados em diversas épocas, bem como revistas esperantistas especializadas em ciências ou de ampla circulação mundial podem ser encontrados no seu acervo.  Raridades publicadas em esperanto e primeiras edições de obras publicadas no princípio do século XX,  além de uma coletânea de cartões postais de época proveninetes de diversas cidades da Europa e do Japão tornam a Associação Pernambucana de Esperanto um pólo único de estudos da cultura esperantista e de sua história centenária, no Nordeste do Brasil.

 

A Associação Pernambucana de Esperanto, representada pelos esperantistas do Estado, procura centralizar suas atividades em conjunto com entidades filantrópicas simpáticas à divulgação do Esperanto. Nesses núcleos, mais esperantistas são formados e convidados para serem divulgadores do idioma em seus bairros, centros religiosos, instituições culturais, escolas, centros de idiomas, entre outros.

 

Recentemente, o movimento esperantista de Pernambuco tem investido na divulgação, estudo e promoção do esperanto através da internet, mantendo uma lista de discussão chamada Esperanto-PE, na qual os membros da Associação Pernambucana de Esperanto, esperantistas diversos e simpatizantes em todo o território nacional trocam idéias e informações a respeito da língua e do desenvolvimento do movimento local.

 

Contatos com membros da Associação e com o movimento esperantista pernambucano podem ser feitos através da lista de discussãohttp://br.groups.yahoo.com/group/esperanto-pe/ ou pelo Facebook no grupo "Esperanto-PE".